Mais Esportes
Vexame do São Paulo contra time desconhecido
12/05/2017


O São Paulo teve 18 dias para consertar a defesa, que vinha mal, e turbinar o ataque, que estava entre os mais prolíficos do país. Contra o Defensa y Justicia, da Argentina, provou que o período de folga não resultou nem em um nem em outro.

 

Com futebol pobre em todos os setores do campo, o time empatou em um gol, no Morumbi, e amargou a terceira eliminação consecutiva, após cair para o Corinthians nas semifinais do Paulistão e para o Cruzeiro, na Copa do Brasil.

 

Bastava vencer o desconhecido adversário para avançar à segunda fase da Copa Sul-Americana. Na partida de ida, em Lanús, havia obtido empate sem gol.

 

Agora, com o moral atingido, o time só tem mais uma competição para disputar em 2017: o Brasileiro, que começará neste fim de semana.

 

Domingo, reencontrará o Cruzeiro, em Belo Horizonte.

 

Tão logo foi eliminado do Paulista, o técnico Rogério Ceni afirmou que tentaria aproveitar as quase três semanas de recesso para ajustar problemas defensivos de um time que sofreu 23 gols no Estadual, ou 1,4 por jogo.

 

Não surtiu efeito. Diante de zaga adversária insegura, os argentinos dominaram praticamente todo o jogo, e só não viraram o marcador graças à ótima intervenção do goleiro Renan Ribeiro.

 

Nada funcionou. E o São Paulo caminha para uma das temporadas mais vexatórias dos últimos anos. “A eliminação foi justa”, disse o atacante Pratto.

 

Redação Futebol Bauru

www.futebolbauru.com.br

12/05/2017


Voltar
adilsonbuffet.