Mais Esportes
Ex-assessor de Neymar ganha R$ 3 milhões em processo
07/02/2018


As empresas dos pais de Neymar, que administram a carreira do jogador da seleção brasileira e do PSG - Paris Saint-Germain, da França, fecharam acordo na Justiça do Trabalho para pagar R$ 3 milhões de reais a Eduardo Musa, ex-assessor pessoal do atleta, ex-sócio de seu pai e considerado o braço direito da família do atacante entre 2011 e 2015.

 

Duda, como é conhecido, pedia admissão do vínculo trabalhista com a Neymar Sports e Marketing S/S Ltda e a N&N Consultoria Esportiva Empresarial Ltda.

 

O ex-assessor cobrava o pagamento de comissões em atraso, férias, 13º salários e aviso prévio, acrescidos de juros e correção monetária.

 

Musa acusava as empresas de frustrar seus recebimentos trabalhistas, elaborando pseudo contratos de prestações de serviços.

 

O ajuste foi firmado após audiência realizada na 6ª Vara do Trabalho de Santos, em dezembro do ano passado. Foi feito acordo que encerrou processo que corria em segredo de Justiça desde abril de 2016.

 

O pagamento foi dividido em 20 parcelas de R$ 150 mil reais a primeira foi paga em 20 de dezembro passado.

 

Eduardo Musa era gerente de novos negócios do Santos quando Neymar despontou no futebol profissional, em 2010. Foi designado para liderar a equipe que trabalharia a imagem do atacante.

 

Para provar a relação próxima, segundo a Folha, Musa anexou cópias de e-mails e conversas de WhatsApp trocadas com o pai do jogador e outros integrantes de seu estafe. São mensagens profissionais e pessoais. O processo tem 6 mil 342 páginas.

 

Redação Futebol Bauru

www.futebolbauru.com.br

07/02/2018


Voltar