Mais Esportes
Chapecoense entra na Justiça contra Seguradora
29/11/2017


A Diretoria Chapecoense (SC) anunciou que entrou na Justiça contra a Bisa Seguradora, responsável pelo seguro da empresa aérea LaMia, e órgãos do Governo Boliviano, pedindo indenização aos familiares das vítimas da tragédia acontecida em novembro de 2016, em Medellín, na Colômbia.

 

A ação com pedido indenizatório foi ajuizada na 4ª Vara Cível da Comarca de Chapecó, segundo anunciou o clube, que “requer a condenação e o pagamento das indenizações decorrentes dos danos causados pelo acidente aéreo ocorrido em 29/11/2016”.

 

Em maio passado, a Bisa afirmou, através de seu vice-presidente executivo, Alejandro Mac Lean, que o seguro não poderia ser aplicado no caso da queda do avião da Chapecoense pelo fato de a LaMia não ter informado que o destino do voo era a Colômbia.

 

Segundo Mac Lean, o território colombiano estaria excluído como destino no acordo contratual com a empresa aérea. A Bisa, contudo, havia oferecido US$ 200 mil dólares ou R$ 640 mil reais, para as vítimas e famílias, valor questionado pelo próprio governo boliviano, que exigia o pagamento do valor da apólice: US$ 25 milhões de dólares ou R$ 80 milhões de reais.

 

Redação Futebol Bauru

www.futebolbauru.com.br

29/11/2017

Voltar
adilsonbuffet.